(87) 3847 - 2049

9 9603 - 0609

9 9623-4251

Tá na Cidade,

Tá Feliz!

Pernambuco tem aumento de 41,37% nos casos confirmados de leptospirose

10 JUL 2018
10 de Julho de 2018

A Secretaria Estadual de Saúde (SES) registrou um aumento de 41,37% no número de casos confirmados de leptospirose. Entre janeiro e o dia 30 de junho, foram registradas 123 ocorrências, que tiveram resultados laboratoriais positivos. No mesmo período de 2017, houve 87 casos confirmados.

A doença é transmitida pela urina de animais portadores da bactéria leptospira, principalmente ratos. Os riscos de transmissão da leptospirose aumentam durante o período chuvoso, por causa dos alagamentos.

Ao todo, em 2018, foram notificados 468 casos de leptospirose. No mesmo período de 2017, foram registradas 399 ocorrências, o que representa um aumento de 17,29% entre os dois anos. Em relação ao número de mortes de pessoas com lepitospirose, houve 14 casos, um a mais que no mesmo período de 2017, quando houve 13 óbitos.

Ao longo de todo o ano de 2017, foram 801 casos notificados da doença. Desses, 197 foram confirmados, com 24 mortes. O contágio ocorre por meio do contato da pele com água suja ou lama. De acordo com o Ministério da Saúde, a taxa de letalidade da doença chega a 40%, no Brasil.

Entre os sintomas da doença estão febre, dor de cabeça, dor muscular (principalmente nas pernas, na área das panturrilhas), que podem surgir até 30 dias após o contato com a água ou lama. Também podem ocorrer vômitos, diarréia e tosse. Nas formas graves da leptospirose, podem aparecer icterícia (pele olhos amarelos), sangramento e alterações urinárias.

Cuidados

No caso de contato com água contaminada, a indicação é higienizar a área afetada, com água limpa e sabão. A Secretaria de Saúde recomenda que os reservatórios de água sejam desinfetados com água sanitária, na proporção de um litro do desinfetante para cada mil litros de água do reservatório.

A água sanitária também pode ser utilizada para desinfetar locais e objetos que entraram em contato com água ou lama contaminada, usando, por exemplo, um copo do produto para um balde de 20 litros.

Pessoas que trabalham na limpeza de lama, entulho e esgoto devem usar botas e luvas de borracha para evitar o contato com a pele.

Voltar


Tá Feliz

Tá na Cidade,