(87) 3847 - 2049

9 9603 - 0609

9 9623-4251

A Número

do seu 

Coração!

Presidente da Câmara de Carnaíba nega interferência de ex-prefeito na eleição da nova mesa diretora 

26 JAN 2018
26 de Janeiro de 2018
assada a eleição da mesa diretora da Câmara de Carnaiba para o biênio 2019/2020 realizada na manhã de ontem quinta-feira 25, o Presidente Nêudo da Itã levou a chapa eleita e todos os integrantes da oposição ao Programa Comando Geral da Rádio Pajeú. A nova composição da mesa diretora da Câmara de Carnaiba apresenta Gleybson Martins presidente, Neudo da Itã como vice, Anchieta Crente, primeiro secretário e Irmão Adilson segundo secretário. Gleybson Martins falou enaltecendo a união da maioria no poder legislativo carnaibano. Questionado, Nêudo garantiu não ter havido nenhuma interferência do ex-Prefeito Didi da Felicidade na eleição da Câmara, a quem disse ter feito oposição durante mais de 20 anos. Didi esteve na sessão de ontem assistindo a votação que n& atilde;o contou com a presença da bancada ligada ao Prefeito Anchieta Patriota composta por 5 vereadores. Nêudo jogou por terra a argumentação dos governistas de que precisaria de 72hs para convocar a eleição. “Os vereadores que passaram a informação (A produção dos Programas Rádio Vivo e Cidade Alerta), estão equivocados. O artigo 37 do Regimento Interno trata de 72hs para reunião extraordinária, o que não foi o caso, já que a sessão foi ordinária. Sobre a antecipação da eleição, Nêudo citou outros municípios que já fizeram a sua eleição para o próximo biênio e que em Carnaíba ela pode ser feita entre a 1ª sessão em janeiro e a última em dezembro. Os vereadores Irmão Adilson e Bandega, ambos do PSB, ligados ao prefeito Anchieta Patriota da dos como desaparecidos a partir da convocação da eleição, se explicaram. O Irmão Adilson afirmou ter enfrentado problemas de saúde e que ao lado da esposa teria dormido na casa de uma amiga em Afogados. Inclusive alfinetou o tio Secretário de Agricultura Jose Ivan que nas redes sociais postou aviso do seu desaparecimento. “Agradeço a preocupação do meu tio que é meu adversário. Quando eu estive doente em outras oportunidades e precisando de ajuda ele nunca lembrou de mim.” – Adilson disse vir sendo discriminado por um colega de bancada e que permanece no grupo do Prefeito. Já Bandega se defendeu dizendo comercializar com carro e as vezes passa dias fora da cidade e foi o que aconteceu. Bandega adiantou que já que Anchieta Patriota disse que não apresentaria o filho Victor como candidato a Presidência da Câmara se sentiu livre em compor com a oposição. Os desaparecidos negaram o recebimento de dinheiro para votar com a oposição, inclusive Bandega negou o apelido de pula/pula. Os vereadores Preguinho e Vanderbio Quixabeira acompanharam os entrevistados.
Voltar


Tá Feliz

Tá na Cidade,